banner.png

Integração de Tecnologias Habilitadoras 4.0

 

Tecnologias Habilitadoras

iot.png
enterprise.png
bpm.png

IoT

Um dos pilares da Indústria 4.0, a Internet das Coisas habilita a extensão do monitoramento e controle digitais a todas as funções organizacionais e a todo o acervo de ativos patrimoniais. Essa abrangência torna-se possível graças ao barateamento dos dispositivos digitais de sensoriamento (microcontroladores e sensores) e ao advento de tecnologias de transmissão de dados sem fio em baixas potências (Low Power Wide Area – LPWA). Segundo o Gartner Group, em relatório intitulado Top Strategic IoT Trends and Technologies Through 2023, serão 14,2 bilhões de objetos conectados em 2019, número esse que atingirá 25 bilhões em 2021.

Brokerage Services (API Service & ESB)

Brokerage Services constituem a fundação para a integração dos ativos corporativos de software às plataformas introduzidas pelas iniciativas de Transformação Digital. Não obstante a diversidade de padrões de intero-perabilidade presentes na Industria 3.0, paradigmas entrantes como De-vOps, Microservices e Cloud, aliados aos atuais frameworks de desenvol-vimento cross-device e cross-platform trazem, a reboque, novos meios e conceitos para a troca de dados inter-sistemas.

BPM 2.0

Embora as ferramentas BPMS – Business Process Suite – estejam presentes na Indústria 3.0, uma nova geração de produtos dessa categoria trazem insumos indispensáveis às revisões de arquiteturas empresariais à luz da Transformação Digital. Essa nova safra de plataformas BPMS, desenvolvidos inteiramente sob padrões da Internet, aderentes à notação BPMN 2 e facilmente interoperáveis, abrem perspectivas inéditas para o BPM nas organizações modernas; pode-se dizer que o mercado experimenta o BPM 2.0.